Como higienizar corretamente legumes e verduras

Não basta fazer a criança comer frutas, legumes e verduras. Além de oferecer alimentos saudáveis, é de extrema importância que estes alimentos sejam muito bem lavados para que não haja risco de bactérias nem agrotóxicos.

Você sabia que higienizar os alimentos com bicarbonato de sódio pode eliminar até 90% dos agrotóxicos nas verduras? E que o cloro mata a maioria das larvas e bactérias?

A doutora Mirian Nogueira, nutricionista do Hospital São Luiz, explica como devem ser lavados e conservados os alimentos. Confira a seguir.
Como higienizar corretamente legumes e verduras

Como devem ser lavadas as frutas, legumes e verduras?

“ O primeiro passo é selecionar os vegetais: escolher as folhas, uma a uma, retirando as estragadas; retirar as folhas externas de vegetais com intuito de reduzir a carga de agrotóxicos; lavar folha por folha em água tratada, tirando a terra e as sujeiras com as mãos e retirar a casca se possível (após cloração), pois boa parte do agrotóxico concentra-se nesta parte externa.

Feito isso, lave bem as verduras com água corrente. O uso de escovinha só é indicado caso haja sujidades muito difíceis de ser retiradas, mas atenção, cuidado com a higienização da mesma, pois ela também pode ser um foco de contaminação. O melhor mesmo é utilizar as mãos para retirar estas sujidades.
        
Faça uma solução com água sanitária: uma colher de chá para um litro de água. Deixe de molho por 15 minutos.

Para as folhas e frutas rasteiras que serão consumidas com casca, lave novamente e ponha os vegetais em uma solução de água com bicarbonato de sódio. Uma colher de bicarbonato para um litro de água. Deixe de molho de 20 a 30 minutos. Esse é o tempo suficiente para minimizar a presença dos agrotóxicos. A seguir, esses vegetais podem ser lavados e consumidos.

Segundo técnicos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, o bicarbonato elimina de 80% a 90% do agrotóxico das verduras”.

Posso usar água sanitária? Qual deve ser a proporção? Por quanto tempo?

“Os vegetais devem ser imersos em 1 litro de água com 1 colher de sopa de água sanitária (hipoclorito de sódio), por 15 minutos. Após feito isso, lave-as com água corrente. O cloro mata a maioria das larvas e bactérias, sendo uma opção mais segura. Porém, o cheiro residual do cloro pode permanecer nos alimentos, apesar da lavagem com água corrente”.


Há disponível no mercado um produto chamado hipoclorito de sódio? O que é e como ele age?

“O propósito de soluções de hipoclorito de sódio (água sanitária ou solução de Milton) devem ser usadas para a higienização dos alimentos na proporção de uma colher de sopa para um litro de água com o objetivo apenas de matar agentes microbiológicos que possam estar presentes nos alimentos.

Outro produto que também pode ser utilizado é o Hidrosteril, um produto encontrado em supermercados e farmácias, sendo um composto de cloreto de sódio e permanganato de potássio. É uma boa opção de uso, sendo eficazes por matarem as larvas e bactérias”.

O vinagre também pode ser usado na higienização de frutas, verduras e legumes?

“Pode ser utilizada uma solução de vinagre com duas colheres de sopa de vinagre para cada litro de água. Daí é só deixar as verduras e as frutas mergulhadas neste preparado por 30 minutos. Se existirem larvas vivas, o vinagre não vai matá-las, mas faz com que se soltem das folhas, portanto, os outros processos de higienização tem que ser realizados após”.

Qual a melhor maneira de preservar ao máximo os ingredientes?

“Os vegetais in natura podem ser conservados por um prazo de quatro a oito dias em geladeira, em temperatura entre 0˚C e 10˚C.  Para evitar que os alimentos "queimem" com a refrigeração ou que estraguem rapidamente, é importante respeitar o espaçamento mínimo necessário que garanta a circulação de ar (10cm) ao redor do alimento).

Caso os produtos sejam guardados já higienizados, retire toda a água possível e armazene em sacos transparentes separando os gêneros, evitando que fiquem acumulados, pois os vegetais são bastante sensíveis e este contato pode danificar sua superfície. A umidade propicia maior deterioração dos vegetais”.

É verdade que deixar frutas, legumes e verduras de molho em água com água oxigenada (10 volumes) por meia hora  esteriliza os vegetais e não faz mal à saúde, como o cloro?

“A água oxigenada pode ser utilizada na concentração 1 medida de colher de sopa com água oxigenada 10 volumes para 1 litro de água potável e deixar de molho por 20 minutos e, assim como no processo com o cloro, os vegetais devem ser enxaguados para retirada de resíduos.

Sua eficácia não abrange a eliminação de esporos, enquanto o cloro sim. O que fazemos com estes processos é sanitizar os alimentos e não esterilizar, visto que não conseguimos eliminar 100¨% dos microrganismos”.
 

Quais os riscos para a minha saúde se eu lavar os alimentos apenas em água corrente?


“Os riscos estão relacionados à presença de microrganismos que, independente do produto ser orgânico ou não, podem ser transmitidos no cultivo, transporte, armazenamento e/ou manipulação.

Para alimentos que passarão pelo processo de cocção, o risco é sensivelmente diminuído, pois o processo térmico elimina os microrganismos nocivos. Portanto, a maneira mais segura é realizamos a sanitização de todo alimento in natura que venhamos à consumir".

Fonte: Cris Flores

Clique aqui para ver todas as dicas
Doce Preço. Av. Nordestina, 977 - São Miguel Paulista - SP
Telefone: (11) 2956-1761 - Email: sac@docepreco.com.br
Website desenvolvido por: Andréa Mari